Exposição de Pintura "um mar de pedras"

O Ecomuseu de Barroso vai ter patente uma exposição de pintura - intitulada "um mar de pedras" - de Agostinho da Silva, nascido em Nogueira, aldeia rural e vinícola do Alto Douro, no Concelho de Vila Real.
A par da formação Académica, desde muito cedo que Agostinho demonstra uma vocação especial pela Arte. Autodidata de formação, inicia-se no desenho e, com apenas 13 anos, o seu talento foi reconhecido pela Fundação Calouste Gulbenkian.
Aos 17 anos realiza alguns trabalhos em aguarela e inicia o caminho na Pintura a Óleo.
De estilo Naturalista e discípulo da corrente artística do "Naturalismo", sem ninguém para satisfazer a não ser a si mesmo, cria a sua própria visão das coisas, o realçar da simplicidade das formas, e as suas obras refletem a sua íntima ligação com a natureza. O cheiro, o pó e as cores dos vinhedos do Douro, fruto de árduo e constante trabalho, deixaram uma impressão poderosa e duradoura na poética da sua pintura.
Já efetuou várias exposições de pintura individuais e coletivas e muitas das suas obras fazem hoje parte de coleções particulares no país e no estrangeiro.
Atualmente reside na cidade de Chaves.
Com formação em Relações Publicas, exerce funções de Auditor e Inspetor Técnico de Sinistros na atividade seguradora.
A exposição poderá ser visitada entre 1 de Julho e 1 de Setembro no Ecomuseu de Barroso - espaço padre Fontes.